Intro



Quando usar That, Which e Who

Sabemos que todos eles querem dizer QUE. Portanto quando devemos usar um ou outro. Estes são pronomes relativos, ou seja, são usados para referir de volta a pessoa ou coisa que foi mencionada antes.

My friend who likes to dance. (o meu amigo que gosta de dançar)

Como podemos ver este who refere ao meu amigo.

Usamos WHO sempre que estamos a falar de pessoas, e só quando estamos a falar de pessoas. Portanto é errado dizer my friend which ou my friend that, e este é um erro muito frequente que pessoas que estão a aprender Inglês cometem, por isso tente não cometer esse erro. Pratique pensando em Inglês e corrigindo-se sempre que cometer o erro.

Exemplos de WHO:

They’re just a normal couple and their kids are everyday kids who play in the street.
You must have your own work area [coisa] which can be cut off from the rest of the house.
I love the watch [coisa] that you gave me for my birthday.

Então qual é a diferença entre WHICH e THAT?

Já sabemos que usamos who quando se trata de pessoas e no entanto ainda temos that e which que tem o mesmo significado e função na frase. (querem dizer “QUE” e são pronomes relativos).

Para percebermos temos de falar de cláusulas restritivas, parece complicado mas não é.

Uma Cláusula Restritiva é uma causa que limita, define ou restring a outra parte da frase. Não podemos tirá-la (a cláusula restritiva) de uma frase sem mudar completamente o sentido da frase.

Exemplo.: NB naughty pronuncia-se nôuty e significa malandro

Dogs that are naughty will be put outside. (cães que são malandros serão colocados fora).



Aqui a Cláusula Restritiva é: “that are naughty”. Ela restringi e limita “dogs”, dizendo-nos que tipo de cães.
Será que a frase terá o mesmo sentido se retirarmos a cláusula restritiva?
Vamos ver, fica “dogs will be put outside” (cães serão colocados lá fora). Portanto o sentido muda completamente, porque nem todos cães devem ser colocados lá fora, só aqueles que são malandros “that are naughty”.

The house that I grew up in was blue. (A casa onde eu cresci era azul)

Aqui a Cláusula Restritiva é “that I grew up in” (onde eu cresci), porque limita as casas que existem no mundo. Se retirarmos a cláusula fica “The house was blue”, assim fica difícil indentificar a casa.

IMPORTANTE: nas cláusulas restritivas não precisamos de separar a cláusula da frase com vírgulas.


Uma Cláusula não-restritiva é uma cláusula que adiciona informação a frase, mas não a limite, nem a define, a frase ficará fine se ela for retirada. É exatamente nestes casos em que usamos which.

The pie, which was small, tasted great. (a torta, que era pequena, tinha um excelente sabor)

A Cláusula não-restritiva: “which was small”, diz-nos mais sobre a torta.
Mas será que a frase tem o mesmo sentido sem ela?
Vamos retirá-la e ver: “The pie tasted great”. Sim tem o mesmo sentido, porque o tamanho da torta não é vital para sabermos se ela era saborosa ou não.

Outros Exemplos:

Our school, which is over 300 years old, is getting a new auditorium. (A nossa escola, que tem mais de 300 anos de idade, vai ter um novo auditório)

IMPORTANTE: Cláusulas não-restritivas devem ser separadas da frase por vírgulas.



Se gostou desta aula e gostaria de aprender a falar Inglês, tire o nosso curso completo, O Nível 1 e o Nível 2 com direito a certificado no final são inteiramente grátis. E o Method of the 6 inclui Aulas de Video e possibilidade de fazer perguntas ao professor

Curso de Inglês Grátis com Certificado